terça-feira, 26 de abril de 2011

Na boca dos outros.

"O Richard era um homem fascinante. Tinha mãos de cardíaco e pés de barro, mas eu amava-o com a certeza de que seria o último homem da minha vida. Porque me fazia rir. Porque me desejava às horas mais absurdas do dia, entre parágrafos. Porque vivia em desespero constante e eu achava que podia salvá-lo. Porque usava camisas cor-de-laranja, roxas e encarnadas e calçava meias de cores diferentes. Porque foi hippy, teve aulas de ballet, foi actor, operário das obras, jornalista, alcoólico, desregrado. Porque me levou aos extremos e me obrigou a sair de dentro de mim mesma."

- Tânia Ganho, A vida sem ti.

3 comentários:

  1. "Porque me levou aos extremos e me obrigou a sair de dentro de mim mesma". lindo. a vida sem ti, está anotado :) *

    ResponderEliminar